Prefeitura Municipal de Taquaruçu do Sul, 26 de Abril de 2019
NOTA 10 EM EDUCAÇÃO PARA TAQUARUÇU DO SUL
Sexta - Feira, 05 de Abril de 2019
Município alcançou o primeiro lugar no Rio Grande do Sul no Sistema Avaliação de Educação Básica
Quando o assunto é educação, Taquaruçu do Sul provou que realmente é craque em Português. Após a divulgação das notas da prova do Sistema de Avaliação de Educação Básica (Saeb), em 2018, as escolas públicas taquaruçuenses foram as que mais se destacaram em todo o Estado. Enquanto que no Rio Grande do Sul, a média das notas da prova de Português é de 213,19 e no Brasil fica por 209,16, em Taquaruçu do Sul, a nota foi de 261,03. Apenas outros três municípios se destacaram com notas acima da média, todos eles com menos de quatro mil habitantes.
Mas todo esse desenvolvimento em educação não é à toa. O município do Médio Alto Uruguai vem mostrando inúmeros projetos que ajudam os estudantes a se desenvolver, saindo das salas de aula e buscando inovação. As diretoras das escolas públicas locais explicam que estão pensando em qualidade dentro das salas de aula. Segundo a professora Suzana Schwartz Basso, diretora da Escola Municipal de Ensino Fundamental Afonso Balestrin, a nota do Saeb foi um resultado de três anos de trabalho. “Quando assumi a direção da escola, há três anos, a nossa nota do Ideb de 2015 era 5,5. Então foi um dos objetivos que assumimos, elevar o índice do Ideb aqui na escola, que pulou para 7,2 em 2018”, explica a professora, que também diz não medir esforços para melhorar a qualidade da educação dos alunos.
Já a Escola Estadual de Educação Básica José Zanatta não conta com tantos recursos, que se limitam aos investimentos partindo do Estado. Luciane da Rosa Dalpiva, que está à frente da direção do educandário desde o início deste ano, explica que a nota do Saeb é o resultado, principalmente, da dedicação dos professores dentro e fora das salas de aula. “Nossos professores são extremamente comprometidos com a qualidade da educação. Aqui o professor é psicólogo, o professor é educador, está com a família e tem que fazer hora extra sem pagamento”, conta, lamentando a desvalorização do professor da rede estadual.
Para explicar sobre as provas Saeb, a reportagem do AU conversou com a professora de mestrado da URI, Jaqueline Moll, considerada uma das principais referências sobre a Educação integral no Brasil. Jaqueline explica que o sistema de avaliações deve ser visto de forma a avaliar o que ocorre dentro das escolas, juntamente com fatores internos e externos que compõe a educação dos jovens. Ela ainda adiciona que há necessidade dos professores entenderem que o aprendizado é possível em todas as escolas, e em qualquer realidade.
 
Fonte: Fernanda Schuster - Jornal O Alto Uruguai
FOTOS