Prefeitura Municipal de Taquaruçu do Sul, 27 de Janeiro de 2022
Parceria reforça coleta seletiva
Domingo, 28 de Abril de 2002
Novas lixeiras foram destruídas nas ruas de Taquaruçu do Sul
Separar os resíduos orgânicos do lixo seco é uma rotina que todos deveriam ser adotar, como forma de facilitar a vida de quem trabalha nos aterros sanitários ou na própria coleta seletiva. Na quinta-feira, 23, começou a distribuição de novas lixeiras destinadas à armazenagem dos resíduos domiciliares, em Taquaruçu do Sul.
 
O projeto é uma ação em parceria do Círculo de Pais e Mestres (CPM), das escolas do município - Afonso Balestrin (municipal), Escola Municipal de Educação Infantil Pedacinho do Céu (Emei), José Zanatta (estadual) -, da Administração Municipal de Taquaruçu do Sul, através das secretarias da Educação e Cultura, Obras, Agricultura e Meio Ambiente - Departamento de Gestão ambiental -, Saúde, Emater, além da Cooperativa de Crédito Sicredi.
 
No total, foram adquiridas 36 lixeiras, com investimento de R$ 12.232,00, sendo que, R$ 4 mil foram disponibilizados pela cooperativa de crédito, através de projeto elaborado pelas parcerias e apresentado ao Sicredi – contemplado pelo Fundo de Desenvolvimento Regional, e o restante uma contrapartida da Prefeitura. O Coordenador do Departamento de Gestão Ambiental, Alexandre Bottezini, agradece “o apoio de todos os envolvidos neste projeto e enfatiza que estamos trabalhando para viabilizar novas parcerias para que possamos contemplar outras ruas do município com a instalação destes novos modelos de lixeiras”.
 
A secretária da Educação, Arminda Almeida da Rosa, destaca a importância da consciência ambiental dentro da rede de ensino de Taquaruçu do Sul. “A educação ambiental é tema constante de debate e construção do conhecimento no currículo escolar. Conscientizar os estudantes para o correto manuseio dos resíduos é uma forma de possibilitar o desenvolvimento da criticidade, do conhecimento e da pró-atividade na construção de uma consciência socioambiental dos estudantes e assim desenvolver as comunidades”.
 
O projeto apresentado ao Sicredi é referente ao recurso do Fundo de Desenvolvimento Regional, que consiste em ações para melhorar a qualidade de vida dos associados, bem como, do próprio município onde esta está instalada.
Fonte: Diego Macagnan/Ascom
FOTOS
Não há dados cadastrados